Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Segredos do Coração !

Segredos do Coração !

Chuva abençoada!

13.11.16 | Segredos do Coração

1964854_10203809450450501_6788843339778794095_n.jp

No meu corpo queres entrar
E com a chuva a cair
Ficamos os dois molhados
E tentas me seduzir.

Chamas-me de louca
beijas-me e ris
Olhas-me nos olhos
E sentes-te feliz.
 A chuva teima em cair
Mas eu não quero saber
Só quero o teu corpo molhado
A me enlouquecer de prazer.
Amamo-nos de madrugada
E no meu corpo molhado
Fazes tudo o que eu quero
Nesta chuva abençoada.
 
Poema de minha autoria :
 
Carla Granja .

 

Pássaro azul!

12.11.16 | Segredos do Coração

46518784_10214659116405369_5971842478205042688_n.j

Eu vi um pássaro azul
Que voava na imensidão do céu
O pássaro voava tanto
Que no infinito desapareceu.


Eu vi um pássaro branco
Que na minha janela cantava
O canto era tao lindo
Que todas as manhãs me acordava.
Eu vi um pássaro amarelo
Que no meu jardim andava
O pássaro era tao belo
Que no ninho ele ficava.
Eu vi um pássaro roxo
No meio da multidão
O pássaro voava e voava
Mas sempre na minha direção
Eu vi um pássaro pousado
Na palma da minha mão
As cores eram tantas
Que nem tinha explicação
Vi pássaros de várias cores
Todos eles lindos e belos
Mas o mais lindo de todos
Era o pássaro amarelo.

                                                                                                    Poema de minha autoria

 Carla Granja .
 
 
 

Vidas perdidas !

12.11.16 | Segredos do Coração

És um homem gentil E também bem formado Gostas de festas e bom vinho E de me ter a teu lado. Fazes tudo para me ajudar E até nas festas que vamos És tu que escolhes a roupa Para que não haja enganos. És sedutor nas palavras E por ti me apaixonei És gentil com os meus pais E com os meus amigos também. Sou uma mulher invejada Pois vivo numa linda mansão E até diamantes tenho Nos dedos das minhas mãos. Quando as portas se fecham Todos os sonhos acabam E no meu corpo fica As marcas da tua raiva. Quando te conheci Pensei que eras doutor Mas afinal casei Com um excelente ator. Sei que neste momento Muitas mulheres sofrem Umas vivem tristes Outras parece que gostam. Não se deixem enganar Por homens lindos e sedutores E não fiquem presas A tanta tortura e a tanta dor . A vida são dois dias E diz não há violência Não morras nas mãos de um homem Que não tem dó nem consciência

Poema de minha autoria: Carla Granja

.ஐ...••*´¨¨☺..••*´¨¨☺ ¨¨☺`*••... ஐ ......♥♥Beijinhos doces♥♥...... ஐ...••*´¨¨☺.. ••*´¨¨☺ ¨¨☺`*••... ஐ®

Saudades de um amigo !

11.11.16 | Segredos do Coração

Hoje deixo-te esta imagem Com rosas e um violino Estou a embarcar numa viagem Mas ser poeta não é o meu destino. Só por uma mulher poeta Se arrisca este caminho. As rosas são o aroma da oferta A musica soará  baixinho Olha para a porta com atenção E decifra esta melodia A letra chama-se João E pede que tenhas um BOM DIA .                       De: João Morgado                      Para : Carla Granja

Amigos são como o vento: às vezes perto, outras longe, mas eternos em nossos corações

Contraste

10.11.16 | Segredos do Coração

 E naquela madrugada fria

Gritei teu nome ao vento

O vento estava forte

Era um vento vindo do norte.  

Tanto chamei por ti

Que acabaste por chegar

A madrugada virou manhã

E tu vieste para me amar.  

O teu corpo estava frio

E no meu corpo quente o juntaste

O choque foi tão grande

Que gemidos de mim arrancaste.  

Teus beijos quentes e molhados

Tua força brutal no sexo

Era um contraste que me excitava

Molhando assim meu sexo.  

O vento acabou por acalmar

E na minha cama deixou

Teu corpo quente e brutal

Que num vendaval se transformou.

 Nesta manhã de contrastes

já não chamava teu nome

Já não precisava do vento

Somente do teu amor.    

 

    Carla Granja.

Praia deserta !

10.11.16 | Segredos do Coração

1376392_10201278358614787_1183859180_n.jpg

Sentada na beira do mar

Sinto uma brisa matutina

Ouvindo o canto das gaivotas  

Sinto-me como uma menina .

Ao longe os barcos navegam

O sol parece que ri

As ondas molham o meu corpo

E a lua espera por mim.

Olho o azul do céu

Em volta não vejo ninguém

Sinto apenas na pele

A força que o sol tem.

Com todos os sentidos apurados

E o mar a molhar o meu rosto

Sinto-me uma mulher amada

Sem raiva nem desconforto.

Sentada na beira do mar

E a olhar aquela paisagem

Parece que estou a sonhar

E nem me encontro naquela praia.

Mas não é sonho o que vejo

Nem é uma tela pintada

É sim uma praia deserta

Onde me encontro sentada.

O dia está a chegar ao fim

E neste belo dia de verão

Renovei as minhas energias

E também  o meu coração.    

       Carla Granja

Dor e Paixão!

10.11.16 | Segredos do Coração

63506_1548498266182_4828393_n.jpg

Fechei os olhos para não te ver

E a minha boca para não te beijar

E dos meus olhos fechados

sozinha no quarto fiquei a chorar.

Da minha boca fechada

Nada conseguia dizer

Mas o meu coração falava

O que os olhos não queriam ver.

Na minha alma ficou

Toda a dor que te causei

E por isso foste embora

Sem dizer nada a ninguém.

O meu coracão sangrava

De tanta dor e paixão

Mas nada podia fazer

Para ter o teu perdão.

Tinha tanto para te dizer

Mas da minha boca fechada

Nada conseguia falar

E por isso ficava calada.

O meu coracão doente

Com falta do teu amor

Ficou fechado para sempre

A sofrer de tanta dor.

 

          Carla Granja

Olhar!

10.11.16 | Segredos do Coração

Com os pés na areia
E tão longe de ti
Grito o teu nome ao vento
Mas tu nem te lembras de mim.
O Teu sorriso é tímido...
Nem sei ao certo o que sentes
Mas quando passas por mim
Não me és indiferente.
Á noite , ou de tarde
De manhã ou de madrugada
És tu que me acordas
Quando estou deitada.
Sei que sentes por mim
Desejo e paixão
Mas nao sei se sentes
Amor no coração.
Quando passas por mim
Os teus olhos não deixam de brilhar
E quando me olhas nos olhos
Deixas-me sempre a pensar.
O teu olhar é provocante
E com ele me deixas nua
Por vezes fico envergonhada
Quando me beijas na rua .
Com os pés na areia
E tão longe de ti
Grito o teu nome ao vento
E sei que te lembras de mim.


   Poema de minha autoria

 

 

 

                             Carla Granja

Mar salgado!

06.11.16 | Segredos do Coração

Mar repleto de ondas vibrantes,
Mar revolto e salgado
Mar azul mar bravio
Mar calmo como as águas de um rio.
Mar que lembra o azul do céu
O verão e o sol que nos aquece
Espuma do mar e conchas que brilham
Mar repleto de segredos e magia.
Mar profundo que leva as mágoas
Ondas que se desfazem à beira do mar
Espumam fantasias e levam para longe
As tristezas da vida, trazendo o amor .
Amores que se banham nas ondas do mar
Segredos sussurrados ao ouvido
Beijos salgados, beijos molhados
Amores que partem para outro destino.


                Carla Granja